É certo que a banda larga no Brasil divide opiniões em todo o território nacional. Os picos dos tipo de opiniões vão das mais escrachadas às mais elogiosas. Essas variações são produto de uma série de fatores que nem sempre é bem assimilada pelo consumidor.

Mas, como é exatamente o sistema de banda larga no Brasil? Como funciona? Qual é a velocidade máxima? Veja tudo e mais alguns dados nesta apresentação.

Definição de Banda Larga no Brasil

O termo em si é abrangente; por isso, não se pode dizer que haja definição oficial. Entretanto, tratados internacionais recomendam que se classifique banda larga como elemento de tecnologia da informação capaz de transmitir dados à velocidade superior a 5 megabits por segundo.

O ISDN é o órgão que regulamenta tratativas de protocolos virtuais (Rede Digital de Serviços Integrados – RDSI, Rede Digital Integrada de Serviços ou Rede Digital com Integração de Serviços – RDIS, que vem do inglês Integrated Service Digital Network). Foi esse órgão que delimitou o diferencial dos sistemas banda larga.

O EUA trata o conceito de banda larga somente como superior a 25Mpbs; já a Colômbia, apenas superior a 1024Kbps. O Brasil ainda não propôs nenhum limite, o que torna a abrangência bastante significativa.

Para se ter ideia, nos inícios da internet, banda larga era sinônimo de qualquer velocidade acima da capacidade dos modens ainda analógicos – 56Kbps, hoje denominada banda estreita. Qualquer mecanismo que conseguisse algo melhor era considerado banda larga. Com o tempo, o termo foi se deslocando para velocidades cada vez mais altas.

Tipos de banda larga

ISDN

Trata-se de rede por telefonia convencional. É chamada também de link dedicado, feita por linha telefônica tradicional. A linha permanece ocupada durante o uso a internet.

ADSL

Traduz-se para Linha Digital Assimétrica para Assinante, conexão que possibilita tráfego de dados por meio de ligações comuns, mas sob tecnologia digital. Caracteriza-se por permitir velocidade maior de download (recebimento) que upload (envio) – ou seja, assimétrica –, ao mesmo tempo em que operacionaliza tráfego de voz – ou seja, não dedicado à internet.

Via Satélite

O tráfego é feito por ondas eletromagnéticas. É dependente de instalação de antenas receptoras e emissoras de sinal até o modem residencial.

Cobrança da franquia

Há um bom tempo, a parte do país que se preocupa com regras e normas da internet tem discutido muito a ideia de cobrança de franquia por uso da internet. A discussão começou quando uma grande operadora resolveu adotar esse procedimento.

A polêmica foi, então, criada. A ideia seria cobrar dos clientes pelo uso excessivo da internet. O tema foi parar no Congresso e estava em discussão até o momento da publicação deste texto.

O que é banda larga fixa e móvel

Segundo o pensamento dos propositores da cobrança de franquia, banda larga fixa é o sistema que pode limitar tráfego de dados por parte da operadora  a partir de determinada quantidade de dados trafegados. Por conseguinte, banda larga móvel é o sistema livre de limitação.

De maneira geral, a internet banda larga no Brasil tem qualidade mediana em relação ao restante do mundo. Ou seja, não é a melhor, mas também não é a pior. Dependendo da região e até mesmo da topografia no local em que você usa a internet, ela pode ser de primeiro mundo ou do mundo mais distante da tecnologia.

Bem, com toda certeza, você tem suas próprias impressões sobre internet banda larga. Deixe-as no campo de comentários abaixo ou envie sua mensagem pra gente. Nossas equipes gostam de analisar dados referentes que possam resultar em estudos para desenvolvimento da tecnologia da comunicação.